Ticker

6/recent/ticker-posts

Padre Fábio de Melo revela que quase deixou o sacerdócio por causa de mulher

Essas e outras histórias, como a trágica morte de uma irmã, estão na biografia ‘Humano Demais’ publicada pela Globo Livros.

O nome Fábio de Melo talvez fosse apenas de um homem casado, com uma família como outra qualquer, caso uma mulher por quem se apaixonou não tomasse a decisão de romper o relacionamento. Isso porque durante o namoro, o desejo pelo sacerdócio começou a ser despertado e talvez por “obra de um plano maior”, a mulher, que era mais velha que ele (tinha 25 e ele 22) resolveu ir embora para outra cidade e ainda o aconselhou a seguir sua vida, pois segundo ela (que não teve o nome revelado) o namorado havia nascido para ser padre.
Essa foi a segunda paixão do padre Fábio de Melo antes de seguir o caminho do sacerdócio. A primeira vez que seu coração foi tocado pelo amor de uma mulher aconteceu na adolescência, mas acabou não progredindo. As paixões pelas mulheres foram apenas uma fase de conhecimento na vida do hoje Padre Fábio de Melo, porque ao descobrir sua missão na vida sacerdotal, nunca mais teve dúvidas.
Essas são algumas das revelações contidas no livro “Humano Demais”, a biografia autorizada do Padre Fábio de Melo, escrita pelo jornalista Rodrigo Alvarez (Globo Livros) que será lançada oficialmente no domingo (20) na Livraria Saraiva do Morumbi Shopping, em São Paulo.
O livro traz os momentos mais importantes na vida do religioso que além de padre também é cantor, escritor e apresentador de televisão, sem contar sua presença regular nas redes sociais. Além da paixão que quase o fez quebrar seus votos de castidade antes de ser padre, ele relembra a infância pobre trabalhando em lavouras de café, entregando pães e como ajudante de pedreiro, entre outros serviços.
Tragédia familiar também faz parte do livro. Ele relembra a violência do pai, que era alcoólatra e a trágica morte de uma irmã, ocorrida em 1996 em um acidente de ônibus. O coletivo ficou descontrolado e caiu em um barranco e sua irmã, Heloísa, morreu ao ser perfurada por um objeto de metal, transportado de forma irregular. O padre tinha 25 anos na época, mas conta que sofre a perda e o sofrimento da irmã até os dias de hoje.
Além de todo esse drama, padre Fábio de Melo quase morreu ao ser diagnosticado com Hepatite. Na ocasião com 35 anos, um diagnóstico errado quase tirou sua vida. Ele sentia dores no corpo e o médico disse que era apenas artrite e foi medicado com anti-inflamatórios, porém seu estado de saúde só piorava e ele não conseguia falar direito. Então veio a descoberta de que estava com hepatite aguda, já em estágio avançado.
O livro já é um dos mais esperados do ano e não esconde nenhum momento importante da vida do sacerdote. Segundo ele, nas músicas e nos programas de televisão sempre procura mostrar seu lado humano e com o livro não seria diferente.


Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement